Turistas fotografam a entrada de uma RPPN no Mato Grosso do Sul. Áreas de preservação podem ser utilizadas para ecoturismo (Foto: Divulgação/ Daniel de Granville)

No último sábado (22) o portal Globo Universidade publicou reportagem especial sobre as Reservas Particulares do Patrimônio Natural (RPPNs) localizadas no Mato Grosso do Sul.

O texto ressalta o processo de implantação de uma RPPN em uma propriedade, com informações repassadas pela Associação de Proprietários de Reservas Particulares do Patrimônio Natural do Mato Grosso do Sul (Repams).

Cita também as RPPNs Fazenda Cabeceira do Prata, localizada em Jardim e a Estância Mimosa Ecoturismo, em Bonito-MS, que são utilizadas para ecoturismo desde que foram transformadas em RPPNs, respectivamente, em 1999 e 2013.

Veja abaixo um trecho da reportagem:

A preocupação com a preservação da área reflete também no ecoturismo. “Diariamente, as reservas recebem, no máximo, 12 pessoas“, comenta Simone. Ela conta que as trilhas também foram desenvolvidas para causarem o menor impacto possível. “As trilhas vão e voltam na direção dos rios e cachoeiras. Não seguem paralelas ao rio”, comenta.

Leia a reportagem na íntegra: http://glo.bo/1a195z4

Fonte: Informações Globo Universidade

Gostou do nosso conteúdo, não perca tempo e entre em contato com os nossos agentes para um orçamento sem compromisso!

Compartilhe

Deixe uma resposta