7 arvorismo cabanasBonito-MS é excelente em qualquer época. Mas em cada estação e a cada mês, Bonito tem suas peculiaridades, estas que tornam Bonito um lugar especial. Neste artigo, revelamos algumas curiosidades sobre a cidade de Bonito e seus atrativos, e o que o visitante pode apreciar de melhor em cada época do ano na Capital do Ecoturismo.

FIM E INÍCIO DE ANO

Nos meses entre dezembro e março é a época de chuvas onde as matas ficam ainda mais verdes, os animais em grande número se aproximam dos passeios e a visão da tão famosa Gruta do Lago Azul, entre dezembro e janeiro é ainda melhor, pois há uma possibilidade de ver o belíssimo fenômeno de incidência solar (somente se o tempo estiver aberto e em um só horário durante o dia). Mas a vantagem da gruta é que a beleza é indescritível com qualquer tempo e em qualquer época.

Esta época entre dezembro e janeiro comporta grande parte da alta temporada, e viajar em picos de feriado ou férias é aconselhável somente em última instância, não só porque os preços são maiores, mas porque tudo é mais concorrido e a procura é muito alta.

Gruta

Gruta do Lago Azul

NO MEIO DO ANO

Entre os meses de maio e agosto, as águas são ainda mais cristalinas e não há perigo de nenhum passeio ser adiado ou cancelado pela chuva. Outra vantagem é que os passeios nesta época tem preço de baixa temporada. Vale lembrar que nesta época a cidade pode chegar por alguns dias a temperaturas mais frias que apontam em média a 15 graus.

Ir à Bonito entre março e junho – segundo a percepção de muitos visitantes – é a melhor opção, pois encontram a cidade com pouca gente, a maioria dos horários de passeios é quase que exclusiva e, por isso, se pode contemplar melhor a natureza. Além disso, nestes meses entre março e junho não está muito quente e nem tão frio como no mês de julho.

 

BONITO É BOM O ANO INTEIRO!

Uma simples caminhada pelas ruas de Bonito é uma atração gratuita e vantajosa. A interação com o povo local é mais forte e é possível visitar a cidade conhecendo muito mais seu aspecto social e cultural, o que também é atração por aqui. O turista tem a chance de conhecer um povo simples e receptivo que costuma tomar chimarrão ou tereré, bebida típica da região, nas calçadas; além de muitas histórias a serem absorvidas com a calma que a baixa temporada dá.

Em Bonito, na baixa temporada você poder parar e falar com o dono dos restaurantes ou bares – pode prosear com o Tó do Tapera ou com João da Casa do João ou ainda conhecer a empresária Andreia, dona do Taboa. É outra atmosfera vir para Bonito na baixa temporada e curtir o clima interiorano desta cidade.

O ideal seria vir para Bonito doze vezes – uma em cada mês do ano. Mas não importa o mês, o clima ou qualquer opinião radical, pois, com certeza na época que você decidir visitar nossa cidade, se apaixonará pela natureza e pela cultura local que só um destino atípico como Bonito pode lhe oferecer.

Gostou do nosso conteúdo, não perca tempo e entre em contato com os nossos agentes para um orçamento sem compromisso!

Compartilhe

Deixe uma resposta